• Home
  • Notícias
  • Abertura de evento sobre Celulose foi marcado pela valorização do Passado, Presente...

Abertura de evento sobre Celulose foi marcado pela valorização do Passado, Presente e Visão do Futuro.

Publicado em

IPBC 2017

 

A International Pulp Bleaching Conference (IPBC), evento que se iniciou nos EUA no ano de 1970 e já viajou por três continentes e seis países, está agora na sua 18ª edição e acontece pela primeira vez na América do Sul, em Porto Seguro, Bahia, devido especialmente ao comprometimento e empenho do organizador deste ano, o professor doutor Jorge Luiz Colodette e sua instituição, a Universidade Federal de Viçosa (UFV).

 

Com o apoio do colega, o professor doutor Fernando José Borges Gomes da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ) e da Sociedade de Investigações Florestais (SIF), o evento chega ao Brasil já de forma especial, colocado com a International  Symposium on Wood Fiber and Pulping Chemistry (ISWFPC) pela primeira vez na história dos eventos, que têm temas interligados.

 

A IPBC  2017 tem a presença de representantes de 62 indústrias, 37 universidades, conta com 172 delegados, 20 patrocinadores, 57 fornecedores e um total de 180 pessoas.

O primeiro dia de evento foi aberto pelo professor Jorge Colodette (UFV) e Christine Chirat, da Universidade de Grenoble Alpes, França. A professora Christine e sua universidade foram os responsáveis pela organização da última IPBC, em 2014. Ela fez uma importante valorização dos pesquisadores responsáveis pela evolução do conhecimento em branqueamento de polpa celulósica, mostrando que as tecnologias que um dia foram usadas e aquelas que são utilizadas hoje em dia nas maiores plantas de polpação e branqueamento do mundo saíram da mente e dos laboratórios de dedicados pesquisadores. "Estamos aqui para ver o que os pesquisadores de hoje têm para o futuro!"

O evento é, sem dúvida, uma oportunidade única de ouvir, diretamente do pesquisador, sobre trabalhos que foram cuidadosamente desenvolvidos e que podem ser imediatamente aplicados nas indústrias de polpação e branqueamento ao redor do mundo.

Só no primeiro dia já foram apresentados temas como produtividade do branqueamento celulósico, o impacto de algumas diferentes varáveis da polpação no branqueamento, performance e variáveis da deslignificação com oxigênio e otimização de plantas de branqueamento.

(Com informações do Painel Florestal).