DEF e SIF desenvolvem nova área de pesquisa

Publicado em

Reunião entre os membros do grupo de pesquisa com a gerência do Sebraetec

Recentemente o Departamento de Engenharia Florestal da Universidade Federal de Viçosa (UFV) está avaliando a criação de uma nova área de pesquisa no nível de pós-graduação, que tem como objetivo a “Inovação, transferência de tecnologia e propriedade intelectual na área florestal”. O professor Glêison dos Santos, que está responsável por essa iniciativa, comenta que a ideia de desenvolver essa área de pesquisa surgiu da experiência que ele teve na iniciativa privada, onde podem ser observados gargalos nessas áreas de conhecimento e que podem ser melhores trabalhos se observados com o olhar de pesquisa e desenvolvimento tecnológico.

O professor cita como exemplo que o Brasil é “referência mundial no desenvolvimento de tecnologias no setor de florestas plantadas e praticamente não existem patentes ligadas a esse alto desenvolvimento da produtividade florestal brasileira que ocorreu nas últimas décadas”. Ele ainda explica que as poucas patentes que existem são ligadas ao desenvolvimento de cultivares (clones de Eucalyptus), mas o desenvolvimento tecnológico em equipamentos de silvicultura, colheita e outros processos ligados a alta competitividade florestal brasileira não foram devidamente protegidos no momento adequado. Glêison finaliza dizendo que isso não acontece em países como Estados Unidos e na União Europeia, onde mais de 50% do preço de um smartphone é remuneração à propriedade intelectual (patentes) que formam os sistemas de hardware e software do aparelho.

Para alavancar essa área foi criada uma disciplina de Tópicos Especiais - ENF 792, que trata sobre esses temas. No futuro, se for pertinente, tal matéria poderá ser transformada em uma disciplina regular do programa de pós-graduação em Ciências Florestais. Buscando auxíliar e melhorar essa nova ideia foi aprovado um primeiro estudante de doutorado no último processo seletivo do programa de pós-graduação: Alex Freitas. Ele comenta que será um desafio desenvolver novas tecnologias nessa área, mas que está muito entusiasmado para ajudar o DEF a alavancar e desenvolver novas ferramentas sobre o tema.

Para apresentar essa novidade às empresas e aos demais envolvidos em Inovação, Transferência de Tecnologia e Propriedade Intelectual, recentemente foi promovido pelo grupo de trabalho um Workshop na empresa Anglo American, em Conceição do Mato Dentro-MG. O tema foi debatido por profissionais de empresas, universidades e organizações do terceiro setor.

Esse evento foi uma excelente oportunidade para debater a relevância do tema, pois além dos participantes da reunião estavam presentes a reitora da UFV, Senhora Nilda de Fátima Soares e também os pró-reitores de extensão e de ensino, Senhores Clóvis Andrade Neves e Frederico José Vieira Passos, além do prefeito de Conceição de Mato Dentro, José Fernando Aparecido, na foto abaixo provando o doce de leite Viçosa ao lado da reitora.
                                                 

Essa semana o grupo de trabalho esteve em Belo Horizonte em reunião com o Sebrae, onde especificamente foi apresentado o grupo de trabalho ao gerente do Sebraetec, Sr. Anísio Dutra Vianna, e a responsável pela área de agronegócio no Sebrae, a Sra. Fabiana Santos Vilela.

O senhor Anísio comentou que iniciativas como a criação dessa nova área de pesquisa são fundamentais para a melhoria da interface universidade e empresa e também para desenvolver o caráter inovador e empreendedor nos novos profissionais que estão sendo formados nas universidades.

O Senhor Anísio Vianna foi convidado por Alex Freitas para abordar o tema “inovação e transferência de tecnologia na visão do Sebraetec” em uma palestra durante o semestre da disciplina. O convite foi aceito com muito gosto, e durante o mês de maio os alunos de ENF 792 poderão contar com essa palestra dentre as atividades da disciplina. Também participam dessa nova área de pesquisa a professora Adriana Faria do Departamento de Engenharia de Produção da UFV, que apoiará na temática de Inovação, e a advogada do Instituto de Transferência de Tecnologia da PUC/RS, que apoiará na área de contratos ligados a transferência de tecnologia e propriedade intelectual.