• Home
  • Notícias
  • Pesquisadores da UFV publicam livro na Colômbia sobre Melhoramento Genético Florestal

Pesquisadores da UFV publicam livro na Colômbia sobre Melhoramento Genético Florestal

Publicado em

Uma parceria entre pesquisadores da UFV e a Corporación Nacional de Investigación y Fomento Forestal (Conif), da Colômbia, resultou no lançamento do livro Mejoramiento Genético de Eucalipto no último dia 1º, em Bogotá. Trata-se da primeira publicação dessa área na Colômbia, que deverá servir de referência para todos os países de língua espanhola. O livro, produzido por meio de um projeto de extensão da UFV, foi coordenado pelo professor Glêison Augusto dos Santos, do Departamento de Engenharia Florestal (DEF), e pelo doutorando em Genética e Melhoramento Florestal Andrei Caíque Pires Nunes. Com 17 capítulos, ele tem a participação de pesquisadores da Universidade e de empresas florestais do Brasil.

 

Segundo Andrei, um dos editores, “a obra apresenta as bases teóricas e práticas necessárias ao estabelecimento de programas de melhoramento florestal na Colômbia”. Com caráter multidisciplinar, ele aborda conceitos básicos e aplicados de estatística, genética básica, genética quantitativa, genética de populações e métodos de melhoramento florestal. Além disso, traz aspectos práticos ligados à escolha de germoplasma, metas e diretrizes de um programa de melhoramento e formação de pomares de hibridação. A publicação tem ainda exemplos de análises genéticas, doenças e pragas do eucalipto, proteção de cultivares e propagação vegetativa.

 

Para o professor Glêison dos Santos, “a oportunidade de escrever esse livro em um projeto de extensão para outro país e em outra língua reforça a qualidade das pesquisas da UFV, particularmente, do Programa de Tecnologia e Desenvolvimento em Melhoramento Florestal (GenMFlor)”. Segundo ele, é nesse grupo do DEF que a maioria dos autores do livro desenvolve suas pesquisas.

 

O professor comenta ainda, que, “em um futuro breve, a Colômbia deverá ser um grande cluster de produção de celulose e de outros produtos derivados da madeira de Eucalyptus”. Como principais responsáveis pelo aumento da competividade daquele país, ele cita fatores como localização geográfica para exportação (próximo ao canal do Panamá e Estados Unidos), disponibilidade de terras a preço compatível e possibilidade de alta produtividade florestal com o desenvolvimento dos conhecimentos descritos no livro.

 

Mejoramiento Genético de Eucalipto foi coordenado pela Sociedade de Investigações Florestais (SIF) e UFV, em conjunto com a Conif, representada pelo pesquisador Victor Nieto.

 

Divulgação Institucional: https://www2.dti.ufv.br/ccs_noticias/scripts/exibeNoticia.php?codNot=28199&link=corpo